As Redes de Proteção podem ainda ser utilizadas em Indústrias e em Construções. Nestes casos, as  redes de proteção devem ter como objetivos práticos em sua utilização:

  1. Impedir a queda de pessoas ou objetos e, quando isto não for possível;
  2. Limitar a queda de pessoas ou objetos.

Com a finalidade de IMPEDIR A QUEDA deve-se utilizar as redes verticalmente, limitando e impedindo o acesso dos trabalhadores a uma determinada área limítrofe da obra. Pode-se utilizar, fundamentalmente, para proteger os bordos de pisos ou placas, fachadas internas ou externas, entre outras aplicações,  colocando sempre a rede pelo lado interno dos pilares.
Estas redes devem ser confeccionadas em fio de nylon com espessura mínima de 1,5mm, com malha de até 100mm e ter uma altura mínima de 1,50m e o comprimento máximo não deve ultrapassar os 12,0m. Tanto na parte superior quanto na inferior deve possuir uma corda trançada em nylon com a espessura de 8,0mm, entralhada diretamente na rede. Estas cordas devem ser fixadas em pontos de ancoragem compatíveis com o fim a que se destina a proteção, de tal forma que o centro de esforço suporte até 150,0 kg.
Com a finalidade de LIMITAR A QUEDA, as redes devem ser confeccionadas em fio de nylon com no mínimo 1,5mm de espessura e malha de no máximo 30mm e são fixadas de forma horizontal, debaixo de zonas de trabalhos em altura, para recolher pessoas ou objetos que possam cair durante a execução das obras. A rede deve adaptar-se na sua concepção e dimensão ao tipo de trabalho que se vai executar e sua colocação e remoção devem ser feitas de forma o mais prático possível, sem que por isso diminua a sua resistência. É imprescindível deixar uma distância de segurança entre a rede e o solo ou entre a rede e qualquer obstáculo, em virtude da elasticidade da mesma.

dori3

dori7

Conheça nossos serviços